Vitanol-a estrias

Quando eu era pequena vi um dia minha mãe falando para minha irmã mais velha passar bastante óleo de amêndoas na região das coxas e da barriga porque em época de crescimento na adolescência ela poderia ter estrias. O problema é que ela tinha falado que isso deveria ser feito para evitar o aparecimento de estrias, que eu não entendia direito o que era. Daí, quando isso começa a acontecer com a gente, tudo faz sentido. Se nossa pele rece um estiramento brusco de crescimento, ou de efeito sanfona, ela ‘racha’ em suas camadas internas, primeiro ficando vermelha, que é uma estria nova, e depois ficando branca e mais difícil de tirar porque forma fibras. O Vitanol-a estrias surgiu no mercado para dar uma força nessa batalha.

vitanol-a estrias

Primeiro ele foi criado em creme para o combate de rugas, que são marcas na pele causadas pelo tempo e falta de colágeno e elastina na pele. Depois, o Vitanol-a foi feito em gel e usado para tratamento de acne, começou também a ser usado para tratamento de estrias. O que muda de um tipo para o outro é que a concentração da substância ativa no creme é menor do que no gel.

vitanol-a estrias 2

Para que o Vitanol-a estrias faça efeito é preciso fazer uma ‘bandagem’, você passa o gel no local das estrias à noite e dorme com ele em contato com a pele, umas usam plástico filme, e outras apenas protegem a área com gaze e esparadrapo. O produto descama a pele, contribuindo para sua renovação, e quanto mais penetrar na pele, maior a chance da estria vermelha sumir e da branca suavizar. Mas é preciso limpar bem o local e passar protetor. Isso eu vi em blogs pela internet, e não recomendo porque arde, e pele sensível pode sofre mais. Por isso, antes de usar o gel, favor pedir ajudar para seu dermatologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>